Justiça usa localização de celular para analisar direito a horas extras.

 em Notícias

Conforme matéria divulgada no Valor, a Justiça do Trabalho de Santa Cataria tem deferido uso de informações de geolocalização para comprovação ou não de pedidos de horas extras. Segundo o TRT, a prova eletrônica tem se mostrado mais consistente e confiável do que eventuais provas testemunhais sobre o fato.

No nosso entender, se as informações de geolocalização permanecem restritas às partes e juízo, tal medida atende ao disposto nos arts. 7º e 11º da Lei Geral de Proteção de Dados, permitindo a utilização dos dados para regular defesa de direitos em processo judicial.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário